#8 Aprendendo como fazer massinha de modelar Playdoh!

Postado por

723 aprendendo como fazer massinha de modelar playdoh-01

Aprenda como fazer massinha de modelar com ingredientes simples:

• Ingredientes (para cada massinha):
1 xícara de farinha de trigo
1 colher de chá de cremor tártaro/bitartarato de potássio
1 colher de sopa de óleo
1/4 xícara de sal
150ml de água fervente (pode variar a depender da umidade da farinha)
Corante alimentício (de acordo com sua preferência)
Algumas gotas de glicerina

723 aprendendo como fazer massinha de modelar playdoh-03

723 aprendendo como fazer massinha de modelar playdoh-02

Receita original

• Batom usado no vídeo: Liquid Suede “Soft Spoken”, NYX

– Acompanhe os outros vídeos da série:

#3 Aprendendo como fazer geleca/amoeba #fail

Postado por


724 aprendendo como fazer amoeba geleca-02

Será que a receita famosinha de como fazer geleca dá certo mesmo? Testei e contei nesse vídeo!

• Produtos citados/usados:
– 1 tubinho de cola branca
– Mesma medida de água
– 1/2 xícara de água (para dissolver 1 colher de sopa de borax)
– Corante alimentício

724 aprendendo como fazer amoeba geleca-01

• Batom usado no vídeo: Soft Matte Lip Cream “Prague, NYX”

– Acompanhe os outros vídeos da série:

Lugares diferentes para visitar em Toronto

Postado por

Quando cheguei aqui em Toronto, vivia procurando coisas legais para fazer na cidade. Porém, sempre que eu buscava no Google, acabava achando quase sempre as mesmas coisas. Não que elas não sejam legais, mas depois de um tempo por aqui a gente quer fazer coisas diferentes, né?
Ultimamente, depois de mais de 10 meses aqui, tenho tido mais interesse em experiências diferentes, e hoje vim dividir com vocês algumas das que já conheci.
Se você ainda não conhece a cidade, pode acessar meu post com dicas do que fazer em 48 em Toronto.

700-coisas-diferentes-para-fazer-em-toronto

– Escape Rooms: você fica trancado numa sala e precisa desvendar alguns mistérios para sair, mas claro que tem limite de tempo. Até hoje só fui na EscapeZone (mas sei que tem vários) e gostei bastante da experiência, principalmente o The Black Room. É uma dica bem legal pra ir com 2 ou 3 amigos! O valor é CA$25, mas eles dão desconto caso você faça check-in no Facebook e Yelp.

– Board Game e Café: uma boa ideia pra matar a fome, ou só tomar um café/chá quentinho e jogar jogos de tabuleiro. Eu fui no Snakes and Lattes e a comida (eu tinha que comer, claro! hahaha) estava deliciosa! Cada um pagou CA$5 para jogar + consumação. Vejo sempre o Castle na Spadina, mas nunca fui nele.

– Cinema: ok, cinema não é diferente. Mas percebo que os brasileiros acabam não indo muito no cinema enquanto eu tento ir mais de uma vez por mês. Vou no Cineplex (do Scotiabank ou Yorkdale) quase sempre dia de terça (que é mais barato: CA$7,99), mas tem também o Rainbow (que na terça é CA$5), mas não acho que vale a pena. Prefiro gastar CA$3 a mais pelo conforto e estrutura do cinema em si. Sempre compro na maquininha (bem mais fácil que pegar fila e ter que ir pedir no balcão) e fiz meu cartão Scene, que me dá uma sessão gratuita a cada 1000 pontos (ou 10 filmes). Comprando pipoca também ganha pontos, mas assim como no Brasil, pipoca aqui não é barato. Ah! Ajuda muito no inglês, viu? Pra mim ainda é um pouco difícil de entender alguns filmes, mas sinto que me ajuda bastante.

– Musicais: acho teatro demais! Aqui tem alguns shows da Broadway, mas até agora eu só assisti Kinky Boots. Quando fui meu inglês era bem mais básico e eu não entendi quase nada, mas ainda assim foi super lindo e emocionante. Não é algo barato, mas que vale a pena ir pelo menos uma vez (e se prepare para o gostinho de quero mais que sinto até hoje). Quando fui, paguei CA$45.

– Restaurante no escuro: nunca fui, mas morro de vontade. Deve ser muito louco comer e beber sem ver nada, eu acho que ia adorar a experiência. O único que já ouvi falar aqui é o O.Noir (a partir de CA$32,95). No site eles falam que os sentidos ficam mais aguçados no escuro e você pode escolher opções surpresa.

– Edge Walk na CN Tower: imagina subir na CN Tower, a terceira torre mais alta do mundo. Agora imagina andar por fora da CN Tower, a 356 metros do chão. Sou louca pra fazer isso! A duração é de 90 minutos, mas a parte externa dura aproximadamente 30 minutos. O valor é CA$195, mas é algo provavelmente inesquecível.

E você, conhece algo diferente para fazer em Toronto? Deixa aqui nos comentários :)

Comidas brasileiras no Canadá (Toronto)

Postado por

A lista abaixo é das comidas brasileiras no Canadá (mais especificamente em Toronto). É uma lista pessoal, das coisas que fui descobrindo com o passar dos meses.
Os endereços estão no final do post. Fiquem à vontade para deixar nos comentários se vocês encontraram outras comidas ou outros supermercados também.

– Arroz (rice) e feijão (bean): tem em qualquer mercado, inclusive com muito mais variedade do que no Brasil. Dá pra achar também arroz Tio João e feijão Camil em alguns lugares. Se você for comprar algum que não seja brasileiro, os mais parecidos são: arroz long grain e feijão, pinto beans.
– Picanha: pra quem não sabe, não são todos os países que tem esse corte de carne. Aqui dá pra achar fácil nos açougues portugueses.
– Carne seca: nunca comprei, mas tem em açougues portugueses.
– Linguiça calabresa: desistam, não existe. Mentira, não desistam e me contem se vocês acharem! Já fucei em tudo que é canto e descobri que não tem linguiça calabresa igual à nossa. Me recomendaram a portuguesa mas não é igual. A melhorzinha que já achei foi uma polonesa que se chama Sausage Polish Kielbasa da marca Piller’s.
– Pão francês: tem várias padarias portuguesas espalhadas pela cidade. Na Nova Era sempre vejo pães similares aos nossos e várias outras opções.
– Coxinha: tem na Brazil Direct (pronta ou congelada) e alguns restaurantes brasileiros.
– Sonho: padarias portuguesas também! Chama bola de berlim.
– Queijo coalho: demorei pra achar esse, mas achei num lugar chamado Perola Supermarket (no Kensington Market) e ele se chama queso estilo mexicano tipo asadero. Delicioso, adoro!
– Queijo minas fresco: Perola Supermarket (no Kensington Market). O nome é spanish fresh cheese.
– Requeijão cremoso: o que acha aqui é um dinamarquês chamado Puck (a embalagem é azul). Muito gostoso e parecidíssimo com o do Brasil).
– Doce de leite (dulce de leche): é fácil de encontrar em mercados argentinos/latinos, mas já vi alguns que vem do Brasil também. Dá pra achar no NoFrills, Nosso Talho, Brazil Direct…
– Leite condensado (Condensed Milk): é facílimo! Tem em todos os mercados.
– Melaço (molasses): acha fácil em qualquer mercado.
– Leite de coco (coconut milk): fácil de achar em qualquer mercado. Normalmente fica na parte de produtos importados (mas nunca vi nenhum do Brasil). São bons de qualquer forma.
– Creme de leite: tem dois tipos. Tem o fresco ‘table cream’, mas é bem mais líquido e fica do lado do leite. Tem também o mais parecido com o do Brasil que é um dinamarquês da marca Nordex Food que se chama Cream Product ou o thick cream da marca Carnation. Se você estiver procurando o creme de leite fresco, como chamamos no Brasil, é o heavy cream (em torno de 36-40% de gordura).
– Pão de queijo: vejo sempre pão Forno de Minas congelado, mas tem também aquela mistura para pão de queijo. Tem também o polvilho pra quem prefere fazer (decisão que eu julgo muito sábia, porque é fácil e fica muito mais gostoso!).
– Massa de bolo pronto: aqui tem da Dona Benta (em mercados brasileiros/portugueses), mas tem zilhões de marcas daqui mesmo. Você não sentirá falta!
– Panetone: no fim do ano acha muito fácil o da Bauducco, mas tem de muitas marcas e com mais opções do que no Brasil. Tem chocotone também, mas tem menos variedade.
– Paçoca: tem a paçoquinha da Yoki do Brasil em mercados brasileiros e portugueses. As vezes encontro no FreshCo também.
– Pé de moleque: tem da Yoki do Brasil em mercados brasileiros e portugueses. As vezes encontro no FreshCo também.
– Goiabada: normalmente onde tem paçoca, tem goiabada. Também vem do Brasil. Fácil de achar em mercados brasileiros e portugueses. As vezes encontro no FreshCo.
– Chocolates brasileiros: acha em barra da Garoto, Serenata de Amor, Bis… Na Brazil Direct tem várias opções.
– Biscoito Passatempo: Vejo na Brazil Direct e Nosso Talho.
– Biscoito Maria e Maizena: o biscoito Maria não é do Brasil, mas é Maria mesmo e acha fácil em vários mercados. O Maizena é chamado de Tea Biscuit.
– Nescau: aqui acha fácil o Milo, que é semelhante (ou igual – nunca provei) ao Nescau. É da Nestlé, só não é comercializado no brasil. Na Brazil Direct dá pra achar Nescau. Ah, em qualquer mercado acha Nesquik.
– Chocolate dois frades: dá pra achar em mercadinho português e loja brasileira, mas não é muito comum de ver. Mas aqui acha cacau em pó puro (cocoa powder) em qualquer mercado.
– Café (coffee): tem Nescafé, café Pilão e Caboclo. Na verdade aqui tem muitas opções de café do mundo todo para os mais variados gostos. Uma amiga me indicou o Café Cimo Azzurro e compro dele pra meu namorado (eu não bebo café).
– Leite Ninho: é difícil de achar, muitas vezes tem o Leite Nido (que é igual, mas é latino). Depois de MUITO procurar, achei no Nosso Talho da Bloor, mas esgotou bem rápido.
– Guaraná Antártica: quase todo lugar que vende comida brasileira também, tanto a garrafa maior como a lata também. Vejo muito um tal de Guaraná Brazilia em lojas de conveniência e mercados, mas nunca provei.
– Sucos: vejo os sucos da Jandaia e da Yoki que vem direto do Brasil na Brazil Direct.
– Água de coco: aqui tem bastante a água engarrafada. Mesmo sendo pura, não é gostosa. Já vi numa loja na Spadina, pertinho da Dundas, coco verde no isopor (era $4). Não sei dizer se era bom e não lembro o nome do lugar… Mas quis registrar que já vivi água de coco fresca por aqui!
– Yakult: sei que vende em algumas vendinhas asiáticas. Já vi no P.A.T. Central.
– Dendê: falam que tem no Fresh Value, um mercado chinês. Nunca fui e nunca procurei…
– Farinha de milho e flocão para cuscuz: esses vem do Brasil também, é igualzinho. Tem na Brazil Direct e Nosso Talho.
– Farinha/farofa: não acho igual à que eu comia do interior da Bahia, mas tem. Tem umas farofas prontas também… Vejo na Brazil Direct, Nosso Talho, NoFrills e FreshCo.
– Trigo para quibe: tem o da Yoki que vem do Brasil, mas dá para encontrar como Bulgur Wheat (imagino que em mercados/seções de mercado árabes).
– Batata palha: compro a da Yoki do Brasil mesmo (Brazil Direct, Nosso Talho e FreshCo), mas tem em algumas partes de comida importada como shoestring potatoes ou papitas fritas (em espanhol).
– Farinha de rosca (bread crumbs): acha em qualquer mercado. Recomendo comprar Panko, que é uma farinha japonesa para empanar MARAVILHOSA!
– Maizena: você pode encontrar como corn start, mas eu compro a Maizena mesmo em mercados brasileiros.
– Tapioca: tem um casal que prepara a goma da tapioca e vende numa feira do Dufferin Grove Park e no Nosso Talho da Bloor. Mas eles não estão no parque o ano todo e nem sempre está disponível no Nosso Talho. Resta hidratar o polvilho…
– Massa para pastel: tem uma massa similar, que se chama Egg Roll Wraps (fica na parte de refrigerados).
– Aipim/mandioca/macaxeira: você acha como manioca ou cassava. Ele fica na parte de congelados e vem da Costa Rica, se não me engano. Pra quem gosta daquele aipim que cozinha e fica bem molinho vai amar. Pra mim é melhor que o do Brasil!
– Limão (lime): achei que fosse ser difícil, mas vejo em quase todo mercado. Mas não se chama lemon, e sim lime. Lemon é o que chamamos no Brasil de limão siciliano.
– Quiabo (okra): as vezes vejo no mercado em bandejas de isopor, não é muito difícil de encontrar.
– Jaca (jackfruit): vejo sempre no Chinatown da Spadina em várias lojas de frutas e verduras.
– Maracujá (passion fruit): vejo sempre no Chinatown da Spadina em várias lojas de frutas e verduras.
– Couve: as pessoas falam que é kale, mas o kale é diferente. A couve igual à nossa do Brasil chama collard green.
– Banana da terra: aqui chama plantain. É bem parecida, mas a do Brasil é muito melhor!
– Palmito (heart of palm): vejo em muitos mercados, se chama palm e normalmente fica perto de milho e ervilha.

SUPERMERCADOS:
– Brazil Direct: 1473 Dundas St W
– Nosso Talho: 1042 Bloor St W | 326 Dundas St. W
– No Frills – Dufferin Mall: 900 Dufferin St
– Fresh.co – Dupont: 1245 Dupont St
– Perola’s Supermarket: 247 Augusta Ave
– P.A.T. Central: 675 Bloor St W
– Pavão Meats: 1435 Dundas St W | 900 Dufferin St | 245 Dixon Rd
– Ross’ NoFrills: 25 Photography Dr

Pesquisa de público

Postado por

Para mim é muito importante saber quem tá aí do outro lado da telinha. Por isso de vez em quando faço uma pesquisa de público com a intenção de conhecer vocês, saber o que gostam e o que não gostam pra sempre melhorar o blog.

Se você é um leitor do Delineado Gatinho, peço com carinho que responda o questionário a seguir. São 13 perguntas de múltipla escolha (e uma extra e opcional). Sinceridade é muito importante tá? É anônimo, não se preocupem!

Muito obrigada!